Sexta, 03 de Dezembro de 2021
32°

Poucas nuvens

Curiúva - PR

SAÚDE NOVA PANDEMIA

Nova pandemia é considerada inevitável no mundo, prevê OMS

Ideia é criar um documento global para prevenir e agir no momento em que surgir um novo fenômeno pandêmico

17/10/2021 às 09h26
Por: Redação Portal Curiúva
Compartilhe:
Foto: Divulgação/Agência Petrobras
Foto: Divulgação/Agência Petrobras

Curta nossa página no Facebook e fique por dentro dos fatos que acontecem na região e em todo Paraná

O surgimento de uma nova pandemia no mundo é inevitável e uma questão de tempo. A previsão é da diretora-geral adjunta da Organização Mundial da Saúde (OMS), Mariângela Simão. 

O organismo internacional prepara um tratado sobre pandemias que pretende apresentar na Assembleia Mundial de Saúde, em novembro. A ideia é criar um documento global para prevenir e agir no momento em que surgir um novo fenômeno pandêmico, como o novo coronavírus. 

Mariângela Simão afirma que é necessário reforçar o papel da OMS em situações de emergência de interesse público. Também deve-se criar uma série de formalidades para nortear os países e o setor privado num momento de uma pandemia mundial. 

A diretora-adjunta destacou que depois da gripe espanhola, a pandemia de Covid-19 foi a mais impactante e gerou a constatação de que o mundo precisa acordar. “A gente vê que não foram afetados apenas os países em desenvolvimento. O mundo todo foi atingido e ninguém estava preparado”. 

A Assembleia Mundial de Saúde será uma oportunidade para debater questões sobre as variantes do novo coronavírus e a distribuição de vacinas. Um dos temas centrais é a variante Delta, presente em 188 países – e que circula há quase 2 meses no Ceará – e a necessidade de acelerar a vacinação global. 

Fiocruz prevê o fim da pandemia no primeiro semestre de 2022

A pandemia do novo coronavírus deve durar até os primeiros meses de 2022. A previsão é da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e se baseia nos dados sanitários sobre a doença no Brasil.

Um dos motivos é a estabilidade nos registros de Síndrome Respiratória Aguda Grave, que envolvem muitos casos de coronavírus subnotificados, além dos confirmados. Mas apesar da previsão otimista, os pesquisadores da Fiocruz alertam que o fim da pandemia não significa que a Covid-19 vai desaparecer.

Via: gcmais

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias