Sexta, 03 de Dezembro de 2021
32°

Poucas nuvens

Curiúva - PR

SAÚDE Paraná

Paraná e ministérios do Brasil e do Paraguai promovem testagem e vacinação na fronteira

Ação para brasileiros e estrangeiros inclui vacinas contra a febre amarela, influenza, Covid-19 e tríplice viral, que protege contra sarampo, caxum...

19/11/2021 às 19h45
Por: Redação Portal Curiúva Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:
© Américo Antonio/SESA
© Américo Antonio/SESA

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), em parceria com os Ministérios da Saúde do Brasil e Paraguai e o município de Foz do Iguaçu, promoveu nesta sexta-feira (19) ações de testagem e vacinação na fronteira, na cabeceira da Ponte Internacional da Amizade, em Foz do Iguaçu, Oeste do Paraná.

A vacinação para brasileiros e estrangeiros que moram ou trabalham na região inclui imunizantes contra a febre amarela, influenza (H1N1), Covid-19 (primeira, segunda e terceira dose) além da tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola. Já a testagem, disponibilizada de maneira gratuita, visa identificar possíveis casos assintomáticos de infectados com o coronavírus.

O ministro da Saúde do Brasil, Marcelo Queiroga, falou sobre a importância deste alinhamento entre os países. “Reafirmamos neste ato a forte integração que há entre o Brasil e Paraguai, de iniciativas que já vêm de muito tempo, como foi no caso da Itaipu”, disse ele.

“Na Saúde, nos programamos para fortalecer o nosso sistema ampliando leitos, e toda essa organização fez com que hoje tenhamos conforto em receber a dose de reforço e diminuir possibilidades de uma terceira onda da Covid-19. Precisamos continuar trabalhando juntos e salvando vidas”, destacou o ministro.

HISTÓRICO - Em junho deste ano, após articulação do Governo do Estado e Ministério da Saúde, os municípios localizados em regiões de fronteira no Paraná – Foz do Iguaçu, Barracão, Guaíra e Santo Antônio do Sudoeste – receberam lotes extras de imunizantes contra a Covid-19, como estratégia de controle para a circulação de novas variantes, especialmente a delta.

“A prevenção aliada com a vacinação tem um impacto gigantesco no enfrentamento da Covid-19 e precisamos agradecer o Ministério da Saúde por todo o apoio dado ao Paraná, especialmente aqui na fronteira. Quando pedimos lotes exclusivos para esses municípios fomos prontamente atendidos com mais de 94 mil doses, colocando essa região como prioritária na Programa de Imunização”, afirmou o diretor-geral da Sesa, Nestor Werner Junior.

A cidade de Foz do Iguaçu tem a fronteira mais movimentada do Brasil e cerca de 98 mil brasileiros moram no país vizinho, com trânsito intenso pela Ponte da Amizade. As ações de vacinação também foram realizadas no Paraguai, em Cidade do Leste, simultaneamente. No país vizinho, foram aplicados imunizantes contra a poliomielite, sarampo e Covid-19.

“Estamos unindo esforços para reduzir a contaminação de doenças, diminuir as enfermidades e fortalecer políticas estratégicas de Saúde”, disse o ministro da Saúde e do Bem-Estar do Paraguai, Julio Borba Vargas.

BALANÇO– A ação desta sexta-feira (19) em Foz do Iguaçu registrou a aplicação de 103 doses de vacinas contra a Influenza (84 brasileiros e 19 estrangeiros); 50 doses contra a febre amarela (30 brasileiros e 20 estrangeiros) e 34 vacinas da tríplice viral (32 brasileiros e 2 estrangeiros).

A representante da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) no Brasil, Socorro Gross, ressaltou o impacto destas ações. “A vacinação une nossos povos, e os dois países são muito importantes e fortes em imunizações. A mensagem hoje é de esperança, sabemos que nossa região pode fazer a diferença neste enfrentamento”.

Já com relação à Covid-19, 517 vacinas foram aplicadas. Destas, 62 doses em paraguaios, 19 em argentinos, 18 em brasiguaios e as demais em brasileiros. Além disso, 120 testes rápidos foram realizados, com 113 resultados negativos e 7 positivados.

“Precisamos fortalecer essa imunização que está salvando nosso povo. Essa ação reforça o laço entre Brasil e Paraguai, principalmente neste momento de retomada de atividades e turismo, onde milhares de pessoas visitam Foz do Iguaçu”, disse o prefeito Chico Brasileiro.

MAIS VACINAS– Ainda nesta sexta-feira (19), a Sesa recebeu um novo lote com278,4 mil imunizantescontra a Covid-19, sendo 3.510 doses destinadas exclusivamente para municípios de fronteira. As vacinas devem ser distribuídas nos próximos dias.

PRESENÇAS– Participaram do evento a primeira-dama e secretária municipal de Saúde de Foz do Iguaçu, Rosa Jeronymo; o vice-prefeito de Foz do Iguaçu, Francisco Sampaio; a coordenadora de Vigilância Epidemiológica da Sesa, Acácia Nasr; e a diretora da 9ª Regional de Saúde de Foz Iguaçu, Ielita Santos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias